Cadeia de Suprimentos ineficiente e com altos custos

Com grande frequência, a cadeia de suprimentos é uma fonte de dores de cabeça para os gestores dos sistemas produtivos. São diversos os problemas que advém de uma estrutura de fornecimento não otimizada, dentre os quais podemos destacar: faltas frequentes de matérias-primas, altos custos com capital de giro e estoques elevados e etc.

Fornecedores não confiáveis e com baixa aderência aos prazos e qualidade geram paradas de produção, necessidade de horas-extras, atrasos no atendimento aos prazos acordados e, por fim, clientes insatisfeitos.

Além disso, uma cadeia de suprimentos não-sincronizada faz com que seus diferentes componentes fiquem alterando entre períodos de ociosidade excessiva e outros com necessidade de horas-extras e, o que é muito comum, baixa ineficiência produtiva com elevados níveis de estoques.

Mas, como podemos conceber uma cadeia de suprimentos com seus elos operando de forma coordenada e, ao mesmo tempo, tendo uma função de compras que participe como um agente estratégico do processo?

 

Tornando a cadeia enxuta – Lean Supply Chain

Inicialmente, será apresentado o papel da função de compras no contexto da cadeia produtiva, de modo que possamos entender a sua evolução rumo a um papel mais estratégico de compras. Em seguida, entenderemos as diferentes estratégias de compras dependendo do risco versus o valor (custo) dos itens comprados.

Em seguida, analisaremos de forma crítica nossa cadeia de fornecimento, vendo as vantagens e desvantagens de termos diversos fornecedores, terceirizarmos processos e alguns modos de fazermos avaliação de fornecedores.

De forma complementar, veremos formas práticas e estatísticas de dimensionamento de estoques de matérias-primas e operacionalizar sistemas puxados de compras. Falaremos sobre o milk-run como forma de reduzir custos com estoques de itens fornecidos e, ao mesmo tempo, aumentar a aderência aos prazos de entrega. Por fim, apresentaremos o efeito Forrester, também conhecido como amplificação da demanda, de modo a entender as suas causas e potenciais soluções.

Projete uma cadeia de suprimentos enxuta, reduzindo custos de matérias-primas e aumentando a confiabilidade de entregas!

 

 

Conteúdo do curso 

Aula 1:  A função compras (37:18)

  • Estágios da função de compras
  • Estratégias de compras

Aula 2: Terceirização e fornecedores (51:14)

  • Terceirizações
  • Fonte única ou fonte múltipla
  • Avaliação de fornecedores

Aula 3: Sistemas puxados de compras (kanban de matérias-primas) (1:12:08)

  • Analisando variação de demanda
  • Variação de demanda e lead-time (tempo de entrega)
  • O que colocar em kanban

Aula 4: Milk-run e Efeito Forrester (50:38)

  • Milk-run: ciclos frequentes de transporte
  • Amplificação da demanda: causas e possíveis soluções